Arquivo

Archive for Abril, 2010

Resultados 2009 Ongame Network – Betsafe Poker

Abril 30, 2010 2 comentários

Fica aqui o grafico para a evolução na Ongame Network – Betsafe Poker para 2009 – NL50/NL100/NL200/NL400:

Ongame Network Resultados 2009

Anúncios
Categorias:Grindcore

Resultados 2009 Full Tilt Poker

Fica aqui o grafico para a evolução na FullTilt Poker para 2009 de NL50/NL100/NL200

Full Tilt Poker Resultados 2009

Categorias:Grindcore

Resultados 2009 Betfair Poker

Abril 30, 2010 1 comentário

Fica aqui o grafico para a evolução na Betfair Poker para 2009 – NL50 / NL100/NL200/NL500:

Betfair Resultados 2009

Categorias:Grindcore

Poker em 2009 – flashback

Em jeito de resumo em 2009 evoluí da seguinte forma:

Primeiro trimestre joguei NL50. Achei que o field era bastante soft. Bastantes jogadores ocasionais que só jogam uma mesa e pro shortstacks nem me lembro de os ver por lá. Foi facil manter uma boa bb/100 e normalmente jogava 6 mesas. Em NL50 o melhor estilo de jogo é sem duvida jogar Tight Agressive, sem demasiados bluffs e value bet ao máximo.

Segundo trimestre, já com uma banca saudável passei a NL100 e comecei a construir banca em 3 sites em simultâneo. Achei que especialmente na Betfair a média dos jogadores era acessível, tendo ainda muitos jogadores ocasionais e poucos shortstacks. Neste nível percebi que o estilo de jogo com mais sucesso já diferia dos limites anteriores. Como referi à pouco para NL50 e abaixo sem dúvida que o estilo TAG, sólido e fazendo o máximo de valuebets é a melhor opção para uma boa winrate. Ao chegarmos a NL100 começamos a encontrar muitos jogadores regulares que vêm dos limites mais baixos e são ganhadores nesses limites. Grande parte adquiriu um tipo de jogo peflop sólido e capaz de tirar o máximo valor das suas boas mãos. O estilo de jogo TAG que consegue esmagar os micro-stakes é utilizado pela maior parte dos regulares de NL100 (e com muito sucesso vs fishy players). Mas uma vez que a maior parte das mãos jogadas vai ser contra esse tipo de jogador, se fizeres exactamente o mesmo que eles tens um valor esperado proximo de zero…
Aqui é necessário dar o passo à frente tanto preflop como postflop, solid TAG não chega 🙂
Posto isto, acabei este segundo trimestre a jogar NL200.

Terceiro trimeste joguei NL200 consolidei a banca especialmente na Betfair e Ongame Network e dediquei-me a melhorar o meu jogo vs TAG e LAG regs.

Ultimo trimeste de 2009 dei o salto para NL500 na Betfair e NL400 na Ongame. A meu ver é nestes stakes (e para cima) que vem o ajuste maior a fazer, e que por isso dá mais gozo jogar. A maior parte dos jogadores regulares nestes stakes compreende bem os estilos TAG e LAG e mesmo como jogar SS. O que acontece neste stakes (que começa também a acontecer com alguns jogadores top de NL200) é que os bons regulares modificam “radicalmente” o seu jogo consoante o jogador na mão. Apesar de poderem apresentar stats do tipo 22/20/7 (VPIP-PFR-3bet) e aparentemente terem um comportamente TAG a verdade é que eles se vão adaptar ao teu estilo de jogo, tentando aproveitar as leaks especificas que apresentas. Quer preflop por fazeres 3betting com um range demasiado grande, ou por foldares demasiado vs 4bets. Quer postflop, se fazes demasiados cbets sem continuação vão certamente adaptar o calling/float range, ou pelo contrário se fizeres de forma demasiado consistente um 2nd barrel, também vão ajustar. Para além do maior nível de agressividade pre e post flop são estes constantes ajustes que são um desafio. Já não basta olhar para os dados do Holdem Manager ou Poker Tracker 3 e deixar que os números certo jogador (e referentes a situações genéricas contra vários tipos de villains) te digam o que fazer vs essse jogador 🙂
Acabei 2009 a estudar também HU e jogar NL100/200HU.

Espero que dê para perceber como correu 2009 em termos de poker. Cumps.

Categorias:Grindcore

Conteúdos e Organização

Abril 29, 2010 2 comentários

Depois de consultar de vários blogs portugueses e estrangeiros de jogadores de poker que vejo regularmente e de  pensar em como organizar o blog, cheguei a uma conclusão sobre os conteúdos a publicar.

De forma a facilitar a leitura pretendo ter conteúdos sobre:

Sessões e Resultados, onde vou publicar informação regular sobre os resultados que obtenho. Esta categoria vai ter conteúdo de jogos cash NL 6max e HU maioritariamente.

Estratégia, onde pretendo publicar conceitos ou conteudos teóricos de poker.

Pretendo também ter conteúdos sobre noticias de poker, sobre coaching, as melhores promoções que existem nas salas de poker e não menos importante tudo o que tiver interesse e seja extra poker.

Espero que gostem dos conteúdos futuros.

Categorias:Geral

EV Consultant – Introdução

Há já bastante tempo que tenho interesse em escrever sobre assuntos relacionados com poker.

Poker é encarado por muitos como uma saudável diversão onde existe uma boa possibilidade de fazer algum dinheiro. Para muitos, o primeiro contacto com este jogo começa entre amigos, sentados à mesa com um baralho de cartas, algumas fichas  e “uma nota no bolso para cigarros e bilhar”.

Muitos dos jogadores ocasionais começam a compreender que poker não se resume a quem consegue fazer mais bluffs. Começa-se a compreender a forte componente matemática, a importância das probabilidades, o tipo de mãos com que se deve jogar e a forte vertente psicológica. Quanto mais se joga… mais se aprende e a complexidade deste jogo vai, aos poucos,  sendo revelada.

Eu comecei a jogar poker ‘live’ com amigos já faz uns bons anos, sempre gostei da parte mais matemática associada ao poker, mas foi só quando comecei a jogar online que comecei a estudar o jogo mais a sério. Tenho uma ideia algo vaga de quando fiz o primeiro depósito em poker online,  lembro-me que coloquei 50$ na PokerStars e se não estou em erro, 2007 estava a acabar. Com o finalizar de um curso de engenharia  e o inicio de uma carreira de consultoria, nunca deixei que o poker passa-se a ser mais do que um hobbie de fim de semana, pelo menos até ao fim de 2008…

Durante o ano de 2008, a par da parte “profissional”,  fui estudando Poker o mais que pude.  Li o que achei interessante em termos de livros e assisti a provavelmente centenas de videos de coaching. Absorvi bastante informação de fontes como deucescracked, stoxpoker e cardrunners. O mais importante neste estudo é a atitude critica, pensar porque deveria ou não incomporar a ideia desse coach no meu jogo e em que sentido é que isso me tornaria um jogador mais forte.

Com curso concluido e profissão de consultoria  já garantida, a ideia de encarar o poker como algo mais sério pairava constantemente nos meus planos. Depois de fazer a decisão que tinha que ser feita, e sem dúvida a mais irresponsável 🙂 … decidi efectuar uma pausa nesse percurso profissional que garantia estabilidade e tinha os seus desafios. Foi o ínicio de uma nova etapa e em 2009 o poker passou a ser a minha ocupação principal.

Passado quase um ano e meio… sinto que fiz a decisão correcta.

Categorias:Grindcore